Por anos os avanços das tecnologias no agronegócio ajudaram empreendedores a otimizar suas colheitas e gerar resultados positivos. A última palavra em inovação nas aplicações do campo é vista na expansão da prática de agricultura de precisão. O processo, apesar de não ser recente, é relativamente novo já que apresenta melhorias interessantes para o trabalho no campo.

A crescente demanda por novas técnicas otimizadas de produção busca atender a algumas premissas apresentadas no mercado. A primeira, relaciona-se à necessidade de obter níveis de competitividade, tanto em agilidade de produção quanto no impacto dos preços aplicados no mercado. A segunda premissa, diz respeito ao desejo de aperfeiçoar as metodologias de desenvolvimento do plantio e atividades agrícolas, a fim de diminuir o desperdício de gastos em equipamentos e demais custos acarretados pelo trabalho.

Em resposta aos problemas identificados no campo, como a deficiência na produtividade do terreno e a perda de colheitas em diferentes estações do ano, a agricultura de precisão surgiu com uma proposta atraente para reverter os prejuízos e otimizar a produção. A promessa que esse novo sistema traz, e que deve crescer com os próximos anos, é a de diminuir zonas de baixa produção dentro de uma área cultivada a partir de tecnologias da informação que avaliam diferentes aspectos do solo e o clima.

O sistema no Brasil ainda é pouco conhecido mas está ganhando espaço entre os produtores rurais. Existem várias oportunidades que a nova tecnologia oferece, já que a sua adoção pode ser personalizada e adaptada ao tipo de negócio do produtor rural. Entre os benefícios está a possibilidade de economizar com o uso de sementes, defensivos e adubos; a economia ocorre pois a tecnologia atua justamente para calcular com precisão a quantidade certa de sementes e nutrientes para cada tipo de terra.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a implementação da agricultura de precisão pode aumentar o rendimento global das lavouras em até 67%. O aumento na eficiência acontece porque o sistema utiliza novas metodologias para solucionar os problemas de desuniformidade nas lavouras. Felizmente, a tecnologia pode ser projetada para atender a diferentes propósitos, e de vários graus de complexidade.

Com o desenvolvimento dos sistemas GPS e tecnologias que rastreiam o posicionamento local, os produtores rurais podem aliar seus esforços no campo com novos dados acoplados às máquinas agrícolas, que fornecem as informações exatas sobre a influência da variabilidade de clima, pragas, doenças e propriedades químicas do solo.

O investimento em novas tecnologias faz jus ao interesse dos produtores rurais em dinamizar o trabalho, com pesquisas em novas metodologias e a busca por fornecedores confiáveis de peças para efetivar as operações no campo, incluindo o funcionamento otimizado das máquinas agrícolas.

unidade de negócio OEM da Controlflex atua na fabricação industrial voltada para projetos de cabos de acionamento mecânico. A Controlflex fornece desenvolvimento de cabos especiais e definidos conforme necessidade. Sua capacidade de fabricação hoje se destaca como uma das maiores do mercado no país, inserida nos segmentos: agrícola, motociclístico, automotivo leve e pesado.