A partir da alta de 79,8% nas vendas de implementos rodoviários no primeiro semestre deste ano, a Fenabrave reviu a meta de crescimento para o segmento no ano de 2018.

Em suas novas projeções, a entidade prevê o crescimento de vendas em 58,6% no ano, totalizando aproximadamente 40,6 mil emplacamentos. Esta é a terceira vez que a Fenabrave alterou sua previsão, visto que, no início do ano previa alta de apenas 7,8%, vislumbrando um mercado de 28,4 mil unidades. E em abril – a partir do resultado do primeiro trimestre – havia aumentado para 41% de expansão.

O balanço do semestre foi divulgado no último dia 3, terça-feira, quando a entidade alterou suas projeções para o ano. Neste balanço, foi demonstrado otimismo com relação ao mercado de veículos pesados, com crescimento de 24,8% nas vendas de caminhões. Entretanto, para o setor de automóveis e comerciais leves, a alta é menor do que a projetada anteriormente.

De acordo com Mário Rinaldi, diretor executivo da Anfir – Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, a curva positiva no mercado de implementos rodoviários é um termômetro importante para toda a atividade econômica, já que a venda dos produtos do setor só se concretiza quando há negócios envolvidos.